Centro-Oeste  -    Atividades Econômicas




A economia da região Centro-Oeste baseou-se inicialmente na exploração de garimpos de ouro e diamantes que foram gradativamente sendo substituídos pela pecuária. A transferência da Capital Federal do Rio de Janeiro para Brasília em 1960, e a construção da ferrovia facilitaram o acesso em direção ao Oeste. Encontram-se nesta região as maiores reservas de mangues do país, localizadas no Maciço de Urucum no Pantanal. Devido ao difícil acesso ao local, tais reservas ainda são pouco exploradas.A base econômica de Goiás, assim como dos outros estados da região, é a agropecuária. Segundo produtor de leite do país, e o terceiro em número de rebanhos, dos quais os mais importantes são o bovino e o suíno. Na agricultura, os cultivos principais são o arroz, o feijão, o milho, a soja (destinada sobretudo a exportação), o café, o sorgo, o trigo, o algodão ferláceo, a cana-de-açucar e o tomate.


Na pecuária, o Mato Grosso reunia em 2003 o 2º maior rebanho de bovinos do Brasil.
 O estado do Mato Grosso do Sul oferece empregos nas indústrias que trabalham com a mineração. Há também o desenvolvimento do turismo ecológico na região pantaneira.


A partir da década de 1970 tornou-se mais intensa a integração do Centro-Oeste com as demais áreas do país sobretudo com o Sudeste, a região brasileira mais desenvolvida economicamente.


Essa integração deve-se, em grande parte, ao avanço da fronteira econômica, que foi se expandindo a partir do Sudeste e ocupando novas áreas do Centro-Oeste e do Norte do país.








1 Comentário:

kamilly disse...

LEGAL FIZ MEU TRABALHO ATRAVES DELE

Postar um comentário